Nossas Receitas: Especial comidas afetivas juninas

As festas de São João são conhecidas pelas receitas típicas que, além de deliciosas, têm gostinho de infância. Pensando nisso, colaboradores do Senac RJ separaram receitas juninas cheias de memórias afetivas para você também fazer o Arraia aí na sua casa!

Bolo de aipim de pai pra filho

“Vinte anos atrás, meu pai fazia doces para vender nas ruas em uma carrocinha. Esse era o trabalho dele. Com essa e outras receitas ele pôde sustentar a família por um bom tempo. Esta é uma das receitas mais gostosas dele. Há outras tão boas quanto, mas o bolo de aipim, em especial, tem grande importância para nós, não só pelo fato de ter ajudado no nosso sustento, como também, se tornou algo que, normalmente, comemos e compartilhamos com amigos. Realmente se tornou uma receita da família”. Gabriel Silva, membro do grupo do Plano de Desenvolvimento para Formação de Instrutores da Gerência de Projetos Educacionais do Senac RJ.

Ingredientes

  • 2,2 kg de aipim
  • 170 g de manteiga
  • 700 ml de leite
  • 350 g de coco seco
  • 500 g de açúcar
  • 1 pitada de sal

Modo de preparo

Descasque e rale o aipim e o coco. Reserve. Pré-aqueça o forno a 180°. Misture o leite, açúcar, o sal, a manteiga, o coco e o aipim já ralados. Nesse momento o ponto da massa será mole. Despeje a massa em uma forma (20 cm diâmetro) redonda e untada (com manteiga e farinha). Coloque no forno. Deixe assar por aproximadamente 2h30min. Deixe esfriar e desenforme.

Cocada de leite condensado da Vó Gilda

"A minha avó Gilda fazia esta cocada para mim e meus primos quando éramos crianças. É a minha mais doce lembrança. Ela me ensinou a receita e, hoje, faço para os meus filhos, que adoram! Costumo fazer para todas as 'festas na roça' e arraiás que frequentamos, e todos dizem ser única!” Daniela Gomes, Assistente educacional da Secretaria Senac Campo Grande.

Ingredientes

  • 2 xícaras de chá de coco ralado
  • 1/2 xícara (chá) de açúcar
  • 1/2 xícara (chá) de água
  • 1/4 xícara (chá) de leite condensado

Modo de preparo

Unte uma assadeira grande apenas com óleo e reserve. Coloque a água e o açúcar em uma panela e leve ao fogo alto. Deixe a calda cozinhar até o ponto de fio médio. Despeje o coco na panela com a calda e mexa até que a massa fique com menos umidade e tenha engrossado. Acrescente o leite condensado e continue mexendo até que a massa comece a desprender do fundo da panela. Retire a cocada do fogo e com uma colher de sopa, molde e coloque sobre a assadeira untada. Espere esfriar, endurecer bem e retire as cocadas da assadeira com uma espátula. Se quiser guardar a cocada, deixe esfriar bem e guarde num recipiente com tampa.

Canjica de amendoim da Selma

“Minha mãe, Selma, sempre fazia esta receita em casa na época da festa junina. Marcou muito minha infância. Ela fazia a receita de forma bem caseira: comprava o amendoim com casca, torrava e socava no pilão.
Eu ajudava separando o amendoim torrado da casca, sacudindo uma peneira e assoprando no quintal. Era uma farra! Mesmo minha mãe não estando presente fisicamente, faço esta receita com as minhas filhas até hoje, e elas adoram!
Inclusive, o recipiente de porcelana usado na foto era da minha mãe, o mesmo que ela utilizava para despejar essa delícia. Fiquei emocionada de lembrar desse momento.” Renata Rezende, Assistente Secretária do Centro Politécnico.

Ingredientes

  • 500 g de milho para canjica
  • 2 l de água
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 vidro de leite de coco
  • 1 l de leite comum
  • 200 g de açúcar
  • 250 g de amendoim torrado e moído grosseiramente

Opcional

  • Canela em pó para polvilhar
  • 10 cravos da Índia
  • ​3 pauzinhos de canela

Modo de preparo

Deixe a canjica de molho na água de um dia para o outro. Coloque na panela de pressão a canjica (pauzinhos de canela, caso desejar) e cozinhe por 30 minutos ou até que esteja macia. Acrescente o leite comum, o leite de coco, o leite condensado mexendo para não grudar. Acrescente o amendoim, deixando no fogo por mais 10 minutos ou até levantar fervura. Se desejar, coloque os cravos da índia, passe para uma travessa e polvilhe a canela em pó. Sirva morna ou fria.

Leia mais dos Nossos Escritos