SENAC

Quem está chegando

A seção Quem está chegando desta edição abre espaço para falar sobre a experiência de “chegar” novamente no trabalho em sistema remoto e em meio a uma situação atípica e cheia de desafios como a do isolamento social.

Carla Prudêncio é enfermeira do trabalho do SESMT do Senac RJ e não poderia imaginar imaginar retornar de sua licença maternidade em um cenário tão diferente. Ela é mãe de Sofia, 5 meses, e se preparava para voltar às atividades no início de abril, quando, em março, teve início o período de distanciamento social por conta da Covid-19.

“Apesar de estar feliz com a Sofia em casa, sentia falta dos colegas, da rotina de trabalho. Meu primeiro pensamento foi: como vai ser? Fiquei preocupada se iria conciliar, dar conta de tudo. Porém, aliviada em, neste momento, poder preservar a mim e a minha filha com o home office.”

Entre Nós: Como foi retornar às atividades em meio ao home office?

Carla Prudêncio: Foi tudo muito novo. Aos poucos, me adaptei. Fiquei tensa porque com um bebê em casa, a rotina é agitada. Me mantive positiva e acabou sendo uma transição suave.

EN: Fale um pouco da nova rotina e dos desafios que tem enfrentado.

CP: Foi um bom retorno, apesar das minhas preocupações com adaptação e nova realidade. O trabalho está bem intenso, pois temos oferecido suporte aos colaboradores e membros de suas famílias com suspeita de Covid-19. E também acompanhamos os funcionários e familiares que testam positivo para coronavírus até que fiquem curados. Meu home office tem sido bastante produtivo e isso me surpreendeu positivamente, embora eu sinta falta do contato diário com os meus colegas.

EN: Como é a rotina de trabalho, como você concilia suas atividades e trocas com os demais membros da equipe?

CP: Nós usamos o WhatsApp como uma ferramenta de comunicação, fazemos reuniões por chamada de vídeo regulares e encontros virtuais periódicos quando precisamos falar de projetos ou atividades específicas.